Um e-commerce bem estruturado pode aumentar o fluxo de pessoas em uma loja física, uma vez que essas se tornam mais conhecidas e são facilmente encontradas no ambiente online e físico. A dúvida que surge para muitos é sobre a distribuição de produtos em cada canal.

O ideal a se fazer no primeiro momento é analisar e conhecer o seu público-alvo, uma vez que o público do ambiente online pode ser diferente do público da loja física. Clientes virtuais tendem a pesquisar mais na internet, verificando as vantagens do produto e os benefícios oferecidos pela loja virtual.

Alguns ainda não confiam na venda online, e optam por ir até a loja física verificar a qualidade do produto que pesquisou. E há também aqueles que vão primeiro a loja física fazer uma análise, e então voltam para casa e realizam a compra online.

Há também os clientes que preferem realizar todos os processos direto na loja, optando por não realizar nenhuma etapa no meio web. Essas variáveis devem ser levadas em conta durante o planejamento dos custos e opções de compra. É importante lembrar que um dos atrativos da internet é o preço mais baixo.

 

 

Alguns fatores devem ser levados em conta na hora de avaliar qual canal melhor atende a determinado produto. Confira:

 

Logística: entrega com alto valor ou complicada. Nesse caso, o investimento em loja virtual é válido para que um valor mais atrativo possa ser oferecido ao cliente.

 

Venda rápida: estoque com rápida fluidez. Vale o investimento em ambos os canais. O produto que tem fácil evasão pode interessar aos públicos online e loja física.

 

Detalhes específicos de uso: produtos mais difíceis de manusear. Nesse ponto, as lojas físicas estão mais bem preparadas. O contato com o vendedor e a facilidade na solução das dúvidas atrai mais os clientes.


Considerar a estrutura da sua loja virtual é de extrema importância. Para que seus clientes sejam bem atendidos e tenham experiências positivas, é necessário investir em uma estrutura sólida, que atenda aos requisitos de um e-commerce.

 

Gostou do artigo? Leia também Porque Investir em e-commerce.