Diversos fatores podem influenciar esse aumento. Um deles é a praticidade em abrir uma loja virtual. O comportamento dos consumidores também é um fator importante, as pessoas tornam-se cada vez mais exigentes e proativas, buscando informações sobre produtos e serviços antes da aquisição.

Mas criar um e-commerce de sucesso não é uma tarefa fácil. É preciso se atentar a algumas etapas importantes e evitar que possíveis falhas aconteçam.

A loja virtual oferece vantagem em termos de localização, sendo possível atender um público variado sem restrição de um local específico. Mas, é necessário ter um bom plano de negócio, assegurando toda a questão operacional que um comércio, seja ele físico ou virtual, exige.

 

Como criar um plano de negócio?

Desenvolver um plano de negócio sólido é o primeiro passo para a criação de um e-commerce. E quatro fatores norteiam esse planejamento: dinheiro em caixa, estoque, loja online em funcionamento e estratégia de marketing digital. Esses elementos devem trabalhar em conjunto, uma vez que, quando um deles apresenta deficiência, os outros automaticamente sofrerão dificuldades.

 

Abaixo, veja o que efetivamente precisa constar em um plano de negócio para loja virtual:

  • Cronograma: tenha as principais datas relacionadas ao e-commerce, como um cronograma de planejamento de produtos mensal, trimestral e anual;
  • Planejamento financeiro operacional: especifique e delimite os ciclos operacional e financeiro. Defina investimentos com marketing e determine custos e despesas fixas do negócio;
  • Quem é o meu cliente? Personalize as características dos clientes em potencial. Faça um levantamento de dados sobre seu público, entendendo quem é o seu cliente, o que ele procura e compra, origem e como ele pode interagir com a sua marca. Essas informações estratégicas irão te auxiliar no desenvolvimento das ações de marketing digital e inbound marketing;
  • Ferramentas de monitoramento: é extremamente importante utilizar ferramentas que possam monitorar os resultados, coletar dados e investigar o comportamento de seus clientes. Essas ferramentas ajudam a melhorar sua estratégia e atender o seu público-alvo;
  • Metas: planeje suas metas, apontando onde se quer chegar e quais métodos serão utilizados para que seu objetivo seja alcançado.

Após a criação e desenvolvimento do plano de negócio, é hora de formular e implementar a sua loja virtual.

 

1. Domínio

Domínio é o nome que será utilizado na URL do seu site (www.nome.com.br). A escolha deve ser feita pensando em algo curto e explicativo. O domínio não é algo tão importante em um primeiro momento, mas ajuda a deixar o seu e-commerce bem ranqueado no Google, o que auxilia no aumento do número de acessos. Utilize o nome da marca e palavras-chave, auxiliando a memorização e possibilitando que seu potencial cliente encontre sua marca facilmente.

 

 2. Layout

Ter um layout bonito e responsivo é de extrema importância para chamar a atenção do usuário, trazendo experiências positivas durante o acesso. As pessoas estão cada vez mais exigentes e com tempos restritos, então é preciso apresentar um site de fácil acesso e versões adaptáveis a qualquer dispositivo.

Nesse quesito, contratar um especialista é uma ação interessante para aumentar a quantidade de acessos e ter melhores resultados.

 

3. Usabilidade

Tenha uma loja virtual que seja fácil de usar. Um site complicado pode fazer com que um possível cliente desista da navegação e procure a concorrência. Por isso, é importante avaliar a usabilidade de todo o site (menus, botões).

 

4. Informações

Tenha em seu e-commerce todas as informações necessárias para que o seu cliente não tenha dúvidas. Produtos ou serviços disponíveis, informações sobre a empresa e formas de trabalho precisam estar corretas e coerentes. Transmita ao cliente credibilidade, isso aumenta a confiança do consumidor para tomar uma decisão e fechar negócio.

 

5. Apresentação

Em um ambiente online, o cliente não tem acesso físico ao produto antes da compra. Para isso, é necessário apresentar aquilo que se vende, chamando a atenção do consumidor e fazendo o possível para substituir a experiência de compra física.

Utilize imagens em alta resolução e mostre o produto em diferentes ângulos, fazendo com que o cliente tenha noções exatas do produto oferecido.

 

6. Pagamento e entrega de produtos

Dê ao seu cliente opções de escolha para a forma de pagamento, como cartão de crédito, débito, transferência bancária, boleto, paypal, entre outros. Ofereça também opções de entrega (frete), para que o cliente possa escolher a opção que o atenda melhor.

 

7. Atendimento

Um atendimento ao cliente é importante para a satisfação do consumidor, garantindo que ele lembre da sua marca em compras futuras. Tenha sempre um atendimento qualificado, que responda às dúvidas dos clientes e pós-vendas. Um atendimento qualificado auxilia na fidelização do cliente e aumento da credibilidade da marca.

 

8. Marketing digital

Invista em marketing digital para que seu negócio obtenha bons resultados. Além de uma loja virtual bem-feita, é necessário investir em divulgação online, busca orgânica, posicionamento em buscadores, e-mail marketing e outras estratégias. Esse é o meio para que potenciais clientes cheguem até a sua loja virtual e inicie uma jornada de compra.

 

Tem interesse em criar uma loja virtual? Veja como clicando aqui!